sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Os dias da freguesia: 31 de Janeiro de 1781

O documento que hoje apresentamos faz parte de um manuscrito existente no arquivo paroquial de Asseiceira, intitulado "Livro de vizitas desta freguesia" e referente a assuntos de ordem religiosa entre os anos de 1707 e de 1847. Os seus textos (cópia de cartas entre os párocos locais e a hierarquia eclesiástica), que têm vindo a ser transcritos dentro do possível por Miguel Garcia Lopes, abrem-nos janelas muito interessantes sobre a vida no antigo concelho e primeiros anos da freguesia, numa época em que o peso da Igreja era muito relevante no quotidiano da população.




Por ele ficamos a saber que, no dia 31 de Janeiro de 1781, o "Cardeal Patriarcha  [de Lisboa] concede a Gonsalo Barba Correia Alardo de Lima e Lemos licença para erigir hua Irmida em sua Quinta de Matrena desta Freguesia de Aceiceira e lhe deo licença pª na dita Irmida se poder celebrar o Stº Sacrifício da Missa dando comissão ao Parocho pª a vizitar e benzer."
O documento refere ainda que o dito D. Gonçalo é "fidalgo da Caza de Sua Magestade, Mestre de Campo de Terso Auxiliar da Comarca de Leiria e morador na Villa de Santarém" e que "junta a escritura do dote em que se obrigava a contribuir em cada hu anno a quantia de seis mil réis para a fábrica da mesma Irmida os quais se retirarão da renda da sua estalagem cita no cítio do Senhor das Necessidades a qual Irmida tem a invocação de Nossa Senhora da Oliveira".

Os dias da Linhaceira: 22 de Janeiro de 1950

A edição de 22 de Janeiro de 1950 do jornal Cidade de Tomar é um dos exemplos mais significativos da importância que a Fábrica de Papel de Matrena teve durante grande parte do século passado. De facto, nessa data, o semanário dedicou quase toda a sua edição (era então constituído apenas por quatro páginas), à comemoração dos cinquenta anos da empresa, ocorrida uma semana antes.
Aqui fica o documento.




quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 29 de Janeiro de 2006

De tempos a tempos, a nossa vida colectiva é marcada por fenómenos naturais de características pouco comuns: terramotos, inundações, vendavais. Quase sempre, os seus efeitos são motivo de curiosidade mas também de profunda consternação pelos danos causados.
Há um fenómeno meteorológico, porém, que, por estes lados, é sempre saudado com grande alegria: a queda de neve. É um acontecimento raro: nos últimos cem anos, com expressão significativa (houve casos de leves aparições de fiapos de neve que logo descongelavam), só temos registo de três - em Março de 1909, em Fevereiro de 1983 e em 29 de Janeiro de 2006, o mais recente.
Deste último nevão, que aconteceu providencialmente num fim-de-semana, para que dele pudéssemos usufruir em pleno, ficam as fotografias inéditas de Nuno Garcia Lopes.

Encostas da foz do Nabão:

Cerejeira:

Pormenor na Cerejeira:

Cerejeira:

Cerejeira:

Vista sobre as encostas do Brandão com a Linhaceira em fundo:

Há também fotografias deste dia, específicas da Linhaceira, no site Linhaceira.net do Paulo António.

Os dias da Linhaceira: 30 de Janeiro de 2000

Não foi a febre do milénio, mas os jornais da época davam conta do estranho facto: na Linhaceira, no dia 30 de Janeiro do ano 2000, duas centenas de pessoas foram vistas a enterrar dinheiro.
O motivo, afinal, foi o mesmo de outros momentos em que a comunidade local pôs a imaginação ao serviço do bem comum, como no Cortejo das Galinhas, por exemplo, quase quatro décadas antes.
Neste caso, o que estava em causa era a construção do Centro Social Paroquial, e a verba obtida (73 contos,ou seja, cerca de 365 euros) foi depois devidamente desenterrada e posta ao serviço dessa obra.






quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 10 de Janeiro de 1964

Foi no dia 10 de Janeiro de 1964 (fez há pouco 50 anos) que toda a freguesia de Asseiceira esteve em festa por um motivo que hoje pouco nos impressionaria. De facto, foi nessa data que foram inaugurados os postos públicos de telefone no Grou ("no estabelecimento do sr. Lima") e na Cerejeira ("no estabelecimento do sr. Capitão"), mas também o cabo telefónico subterrâneo que ligava Santa Cita à Linhaceira.
Os factos são profusamente relatados na reportagem do jornal O Nabão.




terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 28 de Janeiro de 2003

Faz hoje onze anos que se realizou a assembleia geral de pais que conduziu à criação oficial da Associação de Pais e Amigos das Escolas de Linhaceira (APAEL), com a aprovação dos estatutos e a constituição da Comissão Instaladora.
Faziam parte deste órgão, que em seguida procedeu ao processo de legalização, os seguintes nomes: António Manuel Costa Salvador, Margarida Maria Farinha Alves Brás, Fernando Manuel Santos Ferreira, Nuno Manuel Godinho da Costa, Alberto da Conceição Luís Pinto, Maria Manuela Alves Nunes Duque e Paulo Sérgio da Silva Lopes.



segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 28 de Janeiro de 1976

Em 28 de Janeiro de 1976, três anos depois do pedido de um terreno ao para o efeito ao dono da Fábrica de Papel da Matrena quatro entidades linhaceirenses (o Grupo Desportivo, a Comissão de Moradores, a Comissão da Capela e as professoras primárias) juntaram-se para escrever ao comandante da Escola Prática de Engenharia de Tancos solicitando o apoio das suas máquinas para efectuar a terraplanagem do futuro campo de futebol.
Em pleno PREC, o apoio dos militares às actividades culturais, desportivas e escolares na Linhaceira foi decisivo e a "ousadia" de que falava a carta assinada por António da Conceição Salvador, Augusto Lopes, Fernando Duarte António e Maria Noémia Sequeira Pinto Afonso, seria devidamente recompensada com a construção do nosso primeiro recinto desportivo.



domingo, 26 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 26 de Janeiro de 1981

No dia 26 de Janeiro de 1981, o 1º Festival Internacional de Cinema para a Infância  e Juventude chegou à Linhaceira. O FICIJ, que durante a década de oitenta animou a cidade de Tomar com alguns dos melhores filmes mundiais dedicados ao público mais jovem, teve sessões descentralizadas no concelho, cabendo à Linhaceira, e também à Asseiceira, abrirem essa sequência, como se pode ler no jornal O Nabão.





sábado, 25 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 24 de Janeiro de 1792

De acordo com Amorim Rosa, no seu livro "A vila de Asseiceira e seu termo", no dia 24 de Janeiro de 1792, os moinhos, quintas, rodas e açudes pertencentes a Gonçalo Barba eram administrados pelo Professor Frei João, que vivia no Convento Franciscano de Santa Cita.
Segundo o que aquele investigador acrescenta em nota de rodapé, os bens referidos seriam o Morgadio da Matrena, incluindo, naturalmente, a Quinta e os Moinhos.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 23 de Janeiro de 1949

Data do dia 23 de Janeiro de 1949 a eleição da Irmandade (ou Confraria) de Nossa Senhora do Conforto dos Aflitos para o biénio 1949/1950.
Segundo a recolha ainda inédita, efectuada por Miguel Garcia Lopes, de todas as comissões de culto desde 1933 até à actualidade, esta era constituída por Joaquim Alves Garcia Júnior (juiz), Manuel dos Santos (secretário), João Salvador (tesoureiro) e pelos vogais José Alves de Oliveira, Manuel Lopes Franco, António Lopes e Manuel Cotovio.
Não se destacando das outras comissões no valioso serviço que prestou à comunidade da Linhaceira e arredores, temos deste mandato, porém, um documento precioso: um conjunto de fotografias que retratam a procissão dos festejos em honra de Nossa Senhora do Conforto dos Aflitos, precisamente em Julho de  1949, conforme consta da datação atribuída por Franquelim Alves, que as publicou no seu facebook.
Haverá ainda maiores de 65 anos que consigam identificar o local exacto e algumas das pessoas retratadas?
Partilhem! Convém tentarmos aproveitar a ajuda na identificação de documentos mais antigos enquanto temos quem nos possa ajudar.




quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 23 de Janeiro de 1999

Conhecida essencialmente pelo seu trabalho no ATL da Associação de Pais e Amigos das Escolas de Linhaceira, a vertente artística de Helena Marques passa geralmente despercebida, até pela maneira como ela própria opta pela discrição.
O seu trabalho, porém, merece algum realce, quer nas artes decorativas e na mestria com que dá nova vida a materiais reciclados, quer na fotografia.
Além do resto que o tornou num dos dias mais memoráveis da sua vida, 23 de Janeiro de 1999 foi a data de publicação do livro "O sonolento hábito das casas", de que é co-autora, responsável pela parte fotográfica complementada com poemas de Nuno Garcia Lopes.
Pode dizer-se que é mais uma das autoras locais, não só por habitar desde essa data na Cerejeira, mas também porque, embora nascida no Cafuz (provavelmente uma das aldeias de fora do concelho com maior intercâmbio humano com a Linhaceira e os Pastorinhos), a sua mãe é natural da Linhaceira e boa parte dos genes do pai eram também da nossa freguesia.










quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 19 de Janeiro de 1979

No jornal Cidade de Tomar de 19 de Janeiro de 1979 dá-se conta de que a Câmara Municipal de Tomar já solicitara a criação de educação pré-escolar em vários pontos do concelho onde havia instalações disponíveis para o efeito. Um deles era na Linhaceira, onde o jardim-de-infância começaria por funcionar provisoriamente ainda nesse ano nas instalações da primeira escola primária, que antes tinham servido de sede ao Grupo Juvenil de Linhaceira e posteriormente acolheriam o centro de saúde.


terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 19 de Janeiro de 1877

O dia 19 de Janeiro de 1877 traz-nos mais dados sobre a estrada da Guerreira à Barca de Constância. Foi nessa data que a Câmara de Tomar tomou conhecimento de uma portaria do Ministério das Obras Públicas Comércio e Indústria que lhe concedia um subsídio de 406$347 réis para a construção do primeiro lanço, entre o Alto da Guerreira e o Pinhal de Santa Cita, conforme nos dá conta Amorim Rosa no livro "A vila de Asseiceira e seu termo".
A continuação do texto é algo confusa, nomeadamente quando diz que a construção da estrada se iniciou a 2 de Março e depois que a Cãmara deliberou iniciar essa construção a 27 de Abril. Seja como for, parece claro que, de facto, o primeiro lanço desta estrada, ao que se depreende entre o actual cruzamento da Guerreira e a zona, aproximadamente, do pavilhão da ACR de Santa Cita, terá começado a ser construído no ano de 1877. Mas o que também é certo é que, dois anos depois, ainda não estaria concluído, ou pelo menos não estaria pago, como se conclui aqui.


segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Os dias da freguesia: 19 de Janeiro de 2013

Faz agora um ano, Portugal também estava a ser fustigado pelas intempéries. E dessa vez, o impacto na freguesia de Asseiceira foi bem notório, com a queda de árvores de grande porte e a destruição de linhas de abastecimento de energia.
Aqui ficam algumas das fotos dos estragos, captadas por Nuno Garcia Lopes, na Cerejeira.




domingo, 19 de janeiro de 2014

Os dias da freguesia: 19 de Janeiro de 1467

No dia 19 de Janeiro de 1467, D. Afonso V enviou uma carta régia à Vila de Asseiceira, segundo consta do Livro nº 4 da Estremadura (o nosso território pertencia nessa época à provínica da Estremadura), citado por Amorim Rosa em "A vila de Asseiceira e seu termo". Nesta se dizia que "posto que agora dessemos a Vila de Asseiceira ao Conde D. Pedro de Melo, prometemos de nunca em tempo algum a darmos a nenhuma pessoa (...) e prometemos de cumprir e guardar todos os seus privilégios que tem".
Recorde-se que, meio século mais tarde, em 1525, Asseiceira foi doada a D. Pedro de Meneses.


sábado, 18 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 18 de Janeiro de 1916

No dia 18 de Janeiro de 1916, o inspector do círculo escolar enviou à Câmara de Tomar um ofício solicitando parecer sobre a transferência do 2º lugar da Escola Primária de Asseiceira para a Linhaceira, na sequência de uma petição feita directamente ao Ministro da Instrução por 27 cidadãos da Linhaceira.
O documento, referido em acta da Câmara,e transcrito no livro "Linhaceira e as suas escolas", de Miguel Garcia Lopes e Nuno Garcia Lopes, é mais um de um vasto conjunto que demonstra o empenho que a população local colocou, na segunda década do século passado, para trazer a instrução para esta terra.
Entre os vários argumentos da petição, que podemos ler nas imagens, salienta-se o ponto 3 que afirma que "os caminhos que conduzem para a escola são péssimos, com ribeiros a passar, tendo acontecido que algumas das crinaças já foram arrastadas pelas águas quando das enchentes dos ribeiros", o que corrobora a tese defendida no jornal "Novo Rumo", que aqui apresentámos no dia 1 de Janeiro.



sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 17 de Janeiro, 6 de Março e 24 de Março de 1972

1972: nos dias 17 de Janeiro, 6 de Março e 24 de Março, foram enviadas cartas ao bispo D. Manuel Franco Falcão. Objectivo: avançar com o processo de construção da nova capela da Linhaceira.



quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 18 de Janeiro de 2007

"Já cheira a Carnaval na Linhaceira". A expressão é recorrente nesta época do ano, embora mais recentemente o principal evento local esteja omnipresente na vida da aldeia.
Foi a 2007, mas poderia ter sido a outro anos das duas décadas mais recentes, que fomos buscar a notícia do Templário com este título, devidamente divulgada pelo Linhaceira.net.
E cabe na perfeição também ao dia de hoje, em 2014.


quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 17 de Janeiro de 1916

Voltando ao processo de criação da primeira escola na Linhaceira, em 17 de Janeiro de 1916 os constantes conflitos do  professor António Augusto Ferreira com a ordem estabelecida levaram um conjunto de cidadãos da freguesia (seguramente não da Linhaceira) a queixarem-se à Câmara Municipal do professor interino do 2º lugar da escola masculina de Asseiceira (cargo que então ocupava) pela incompatibilidade entre os dois docentes daquela escola que "acarreta para a instrução graves prejuízos".
Pelo menos no caso da Linhaceira, aconteceria exactamente o contrário, como nos relata o livro "Linhaceira e as suas escolas", de Miguel Garcia Lopes e Nuno Garcia Lopes.


terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 14 de Janeiro de 2005

Foi a segunda visita oficial de um ministro à Linhaceira, depois de Veiga Simão, em 1972. No dia 14 de Janeiro de 2005, Fernando Negrão, então ministro da Segurança Social, visitou o Centro Social Paroquial de Asseiceira, na Linhaceira, nove meses antes da sua entrada em funcionamento.
Trouxe um importante contributo do Estado, de 200 mil euros, para ajudar à conclusão da obra, mas, como salinetavam os jornais O Templário e Cidade de Tomar, a verba até então obtida pela população da freguesia ultrapassava já os 400 mil.






Os dias da freguesia: 14 de Janeiro de 1979

Da carreira do Grupo Desportivo da Matrena, que atravessou boa parte do século XX, ficaram a memória de algumas tardes de glória. Uma delas ocorreu no dia 14 de Janeiro de 1979, quando o campo de futebol de Santa Cita recebeu o Salgueiros (outro clube já desparecido, mas que chegou a dar cartas na 1ª Divisão), em jogo da Taça de Portugal. O encontro foi ganho pela Matrena, por 2-1, com golos de Alexandre e de Carvalho.
À falta de imagens desse jogo, publicamos algumas fotos de equipas (não datadas, mas provavelmente anteriores), reunidas na compilação fotocopiada "Histórias de Santa Cita e da Matrena", da autoria de Francisco Lopes, e que está disponível para consulta na Biblioteca Municipal de Tomar, bem como a crónica do jogo no jornal Cidade de Tomar.





segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Os dias da Linhaceira: 14 de Janeiro de 1918

Na reconstituição do longo e por vezes quase novelesco processo de construção da primeira escola na Linhaceira, há ainda um espaço em branco que teima em não ser preenchido: a data de inauguração do estabelecimento de ensino, no edifício que hoje acolhe o centro de saúde.
Tudo aponta, porém, para que tal tenha acontecido no início do ano lectivo 1918/1919. Um dos elementos que ajudam a perceber isso é o documento citado pelo livro "Linhaceira e as suas escolas", de Miguel Garcia Lopes e Nuno Garcia Lopes: uma acta da Câmara de Tomar, de 14 de Janeiro de 1918, na qual se indica que foi decidido adquirir o mobiliário para a escola da Linhaceira.

domingo, 12 de janeiro de 2014

Os dias da freguesia: 13 de Janeiro de 1995

"Matrena parada e sem aliança", era o título, mais um, de uma das muitas notícias que marcaram a década de noventa do século passado em relação ao futuro da Fábrica de Papel, que acabaria por falir.
Um ano depois do acidente de trabalho que vitimou Henrique Campos, que reactivara parcialmente a fábrica já neste século, o vetusto edifício que empareda o rio serve, essencialmente, de magnífico cenário fotográfico.
Um dos melhores exemplos é esta fascinante imagem da autoria de Luís Leitão, disponível aqui: