terça-feira, 31 de maio de 2016

Os dias da Linhaceira: 31 de Maio de 1975

Também do jornal O Templário de 31 de Maio de 1975, esta notícia de que a comunidade local, com a ajuda dos militares, tinha aproveitado o feriado do Corpo de Deus para limpar, caiar e fazer pequenas reparações nos edifícios escolares da aldeia.

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Os dias da Linhaceira: 31 de Maio de 1975

O jornal O Templário de 31 de Maio de 1975 abordava a construção da capela nova da Linhaceira, cujo arranque das obras tardava. A primeira pedra acabaria por ser lançada um ano depois, em 23 de Maio de 1976.

domingo, 29 de maio de 2016

Os dias da Linhaceira: 29 de Maio de 2014

O final de Maio tem sido pródigo em acontecimentos e decisões de relevo para a vida escolar na Linhaceira. Depois da decisão definitiva de pedir a criação de uma escola na aldeia, tomada pela Câmara Municipal em 28 de Maio de 1917 e da inauguração do terceiro edifício escolar em 28 de Maio de 1961, o dia 29 de Maio de 2014 seria marcado pela reunião entre a Câmara de Tomar e a Direcção da ACR da Linhaceira em que ficaria assumido que esta estaria disponível para a devolução da cedência em direito de superfície da área necessária à construção do Centro Escolar nas imediações do Pavilhão Multiusos, com a utilização do mesmo pelos alunos durante 25 anos.


sábado, 28 de maio de 2016

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Os dias da freguesia: 24 de Maio de 1975

Também do mesmo jornal, a notícia de que a Junta de Freguesia de Asseiceira iria realizar obras na sua sede para a tornar mais funcional e adaptada às necessidades da comunidade. Refere-se, naturalmente, ao antigo edifício da Junta, que acolheu os Paços do Concelho até 1836 e é o actual Centro Cultural.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Os dias da freguesia: 24 de Maio de 1975

Do jornal O Templário de 24 de Maio de 1975, recolhemos este recorte referente à (então ainda adiada) chegada da luz eléctrica à aldeia do Grou.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Os dias da Linhaceira: 23 de Maio de 2014

Fez ontem dois anos que os alunos de então da EB1 Linhaceira participaram no cortejo infantil da Festa Templária. A foto, com a Charola do Convento de Cristo como pano de fundo, estava ainda inédita.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

domingo, 22 de maio de 2016

sábado, 21 de maio de 2016

Os dias da freguesia: 18 de Maio de 1879

Também de faits divers se faz a nossa História. Este, foi recolhido no jornal A Verdade, um dos pioneiros do jornalismo tomarense, com data de 18 de Maio de 1879.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Os dias da freguesia: 10 de Maio de 1975

Hoje felizmente recuperadas e, desde a comemoração dos 175 anos da Batalha, usadas para a evocação anual do 16 de Maio (podem ver as imagens deste ano aqui), as ruínas da igreja da Misericórdia de Asseiceira estiveram durante muito tempo abandonadas, mas já há 41 anos eram tema de preocupação para um articulista do jornal O Templário.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

O livro em video para quem não viu ao vivo

Para aqueles que não puderam assistir ao vivo ao lançamento do livro "História de Asseiceira em miúdos", aqui fica a reportagem em vídeo feita pela Rádio Hertz.
Entretanto, deixamos também a notícia, em primeira mão, de que a obra vai ser apresentada na Feira do Livro de Tomar, a decorrer na Levada, dia 6 de Junho (segunda-feira), pelas 21 horas.

Os dias da Linhaceira, 17 de Maio de 1953

Ainda a propósito da inauguração do abastecimento de água na Linhaceira, e como todas as fontes (informativas, neste caso) são boas para nos ajudar a reconstituir a História, aqui fica um pequeno artigo publicado onze anos depois no jornal Cidade de Tomar relembrando o acontecimento.

terça-feira, 17 de maio de 2016

Os dias da Linhaceira: 17 de Maio de 1953

Faz hoje 63 anos que foi inaugurado o abastecimento de água à Linhaceira, a partir da nascente da Cova do Arroz, que ainda alimenta a Fonte do Cigano.
Para além da inauguração, houve festa rija nos dias 16 e 17, que incluiu as actuações de alguns dos mais distintos acordeonistas da época: a inesquecível Eugénia Lima e ainda Maria Fernanda Guerra e Fernando Ribeiro, conforme nos relata o jornal O Templário.



segunda-feira, 16 de maio de 2016

Celebração do aniversário da Batalha e apresentação do livro

Com a presença de todas as crianças que frequentam o jardim-de-infância e 1º ciclo na freguesia, decorreu esta manhã a celebração dos 182 anos da Batalha de Asseiceira, numa bonita e simbólica cerimónia em que, na antiga igreja da Misericórdia, os alunos cantaram o hino nacional em homenagem a todos os que pereceram na contenda.
Após a deposição de uma coroa de flores e observado um minuto de silêncio, numa cerimónia que contou com a presença do vice-presidente da Câmara, Hugo Cristóvão e do deputado tomarense Hugo Costa, o livro "História de Asseiceira em miúdos" foi apresentado pelo autor do texto, Nuno Garcia Lopes, aos seus principais destinatários. O presidente da Junta de Freguesia, Carlos Rodrigues, entregou um exemplar a cada uma das professoras e educadoras, que ficará na respectiva sala, tendo sido oferecido igualmente um exemplar a cada uma das crianças.




domingo, 15 de maio de 2016

Lançamento de "História de Asseiceira em miúdos"

Numa tarde em que houve mais vida para além do futebol, o Centro Cultural de Asseiceira foi pequeno para acolher todos os que quiseram estar presentes para assistir ao lançamento do livro "História de Asseiceira em miúdos", o segundo da Biblioteca de Temas Linhaceirenses (fotografias de Helena Marques e Mariana Marques).
O livro vai ser apresentado às crianças da freguesia amanhã de manhã e tem já agendada mais uma apresentação para a Feira do Livro de Tomar, no mês de Junho.
Pode ser adquirido na Junta de Freguesia de Asseiceira ou pedido através do e-mail apaeli@gmail.com.




História de Asseiceira em miúdos - o cartaz

É hoje o dia há muito esperado do lançamento da "História de Asseiceira em miúdos". Às 16 horas, no Centro Cultural de Asseiceira.
A quem possa, aconselhamos também que acompanhe amanhã de manhã a apresentação especialmente dirigida às crianças.
No cartaz do evento podem ir descobrindo mais alguns dos pormenores que valorizam em muito este livro: algumas ilustrações do Zé Lima e o modo como o Francisco as soube tratar e integrar na obra.



sábado, 14 de maio de 2016

Os dias da Linhaceira: 14 de Maio de 1999

O jornal O Templário de 14 de Maio de 1999 fazia eco do encontro convívio de idosos, organizado na Linhaceira uns dias antes pelo núcleo local da Conferência de S. Vicente de Paula.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Os dias da Linhaceira: 13 de Maio de 1977

Já há quarenta anos os jornais recorriam ao humor para falar (muitas vezes) de coisas sérias. Este recorte referente à Linhaceira é do jornal O Templário de 13 de Maio de 1977.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

A Biblioteca já está mais rica

Seus pais (Nuno Garcia Lopes, José Lima, Francisco Lopes e Carlos Rodrigues) comunicam que nasceu hoje, após uma gestação sem problemas, "História de Asseiceira em miúdos", e que vai ser apresentado publicamente, a quantos o quiserem conhecer, no próximo domingo, pelas 16 horas, no Centro Cultural de Asseiceira. Aproveitam para agradecer a quantos desde já o apadrinharam.



Os dias da Linhaceira - 1 de Maio de 1974

Voltamos ainda às comemorações do 1º de Maio, mas um ano antes, relembrando que elas aconteceram na Linhaceira logo em 1974, poucos dias após o 25 de Abril. A notícia do jornal O Templário refere que "a juventude local trabalhadora conviveu alegremente utilizando para tanto as instalações do seu Centro de Alegria no Trabalho" (o CAT, que depois haveria de acolher durante muitos anos a Associação Cultural e Recreativa).

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Os dias da Linhaceira - 11 de Maio de 1975

No dia 11 de Maio de 1975, pouco depois da manifestação do Dia do Trabalhador cujas fotos publicámos aqui e aqui, a Linhaceira viveu mais um dia intenso com a realização de uma festa escolar cujo eco acabaria por ser bem maior, como se pode ver pela notícia publicada pelo jornal O Templário.
Mas, em pleno PREC, e com um forte apoio dos militares de Tancos (todo o tecto do CAT foi coberto com paraquedas, só para dar um exemplo), foram mais os jornalistas presentes.
Embora a minha seja a memória de um miúdo de nove anos que nesse dia se estreou num palco, tenho a ideia da presença de pelo menos um jornal nacional e de uma equipa de televisão cubana.
Entre as várias peças apresentadas, recordo-me também que o 4º ano representou "Al-godão e Al-godinho" da Maria Isabel de Mendonça Soares. Eu (devidamente almofadado) era o Al-godão e o José Gabriel Fonseca o Al-godinho.

 
 

terça-feira, 10 de maio de 2016

Ainda as publicações linhaceirenses - Boletim da ACRL

Algures por 1975 terá sido publicado o Boletim da Associação Cultural e Recreativa de Linhaceira, mais uma publicação a juntar ao leque que aqui elencámos.
Desconhecendo algum exemplar do mesmo (alguém terá guardado um que nos possa mostrar?), é o que se depreende do artigo publicado pelo jornal O Templário em 17 de Outubro desse ano.

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Os dias da Linhaceira: Maio de 1982

Por singelas que sejam, todas as publicações que uma comunidade vai fazendo são importantes fontes históricas para o futuro.
Da Linhaceira temos eco de algumas, mais ou menos efémeras. Uma das mais profícuas terá sido o Incógnita, um pequeno jornal editado em stencil (um antepassado da fotocópia). Publicaram-se quatro números, entre Abril e Julho de 1982, sob a égide do Grupo Juvenil de Linhaceira.
O nº 2, datado de Maio desse não, fazia eco do sucesso do primeiro: "de uma tiragem de 300 exemplares, sobraram apenas uns poucos". Para além das notícias locais, não deixa de ser curioso verificar o interesse dos colunistas (então quase todos entre os 14 e 16 anos) por temas hoje na ordem do dia como a questão dos sprays ou da explosão demográfica.
O excelente desenho da capela velha é do Pedro Gilberto.







domingo, 8 de maio de 2016

História de Asseiceira em miúdos - a capa

Daqui por uma semana, estaremos prestes a proceder ao lançamento do livro "História de Asseiceira em miúdos". Até lá, aqui fica a revelação pública da capa (já mostrada, aliás, por alguns órgãos de comunicação social). O design é do Francisco Lopes, sobre ilustração original do José Lima.
Nesta ilustração, com um traço que remete assumidamente para o universo infantil, representam-se os contendores da Batalha de Asseiceira, D. Pedro e D. Miguel, numa alusão ao momento que fixou para sempre o nome da antiga vila na História de Portugal.
Em fundo, a cortina que irá abrir sobre o palco deste livro, a um tempo didáctico e lúdico, sobre a qual se representa o brasão da actual freguesia, constituído pela coroa do Espírito Santo, um pergaminho e uma talha.
Pelo duplo sentido do pergaminho (a riqueza histórica, mas também a sua fixação em papel), este era um livro que há muito fazia falta. É um grande orgulho pertencer à equipa que o conseguiu fazer.



sábado, 7 de maio de 2016

Os livros da freguesia, 4 - José Rafael Sirgado

Infelizmente, continuam inéditos os estudos de José Rafael Sirgado sobre a Asseiceira, tanto mais importantes quanto se trata, ao contrário dos restantes autores que escreveram sobre o assunto, de um investigador académico.
Assim sendo, vão valendo os artigos que publicou nos jornais Cidade de Tomar e O Templário a propósito dos 500 anos do Foral de  D. Manuel, sob o título "Ceyceyra e Atalaya - vilas e concelhos medievais do Médio Tejo".
De registar ainda o seu contributo para o livro "Linhaceira e as suas escolas", que ajudou significativamente à construção do capítulo dedicado à História local.



sexta-feira, 6 de maio de 2016

Os livros da freguesia, 3 - Linhaceira e as suas escolas

Embora a temática principal deste livro seja a História dos estabelecimentos de ensino na Linhaceira, contém uma importante abordagem relacionada com as origens das várias povoações que compõem a freguesia, incluindo uma análise inédita da evolução demográfica nos lugares mais povoados a partir do final do século XVIII.
"Linhaceira e as suas escolas" tem como autores Miguel Garcia Lopes, o grande responsável pelo início da investigação sobre as origens da aldeia, e Nuno Garcia Lopes, que dele herdou o "bichinho" da História local.
O livro foi lançado na abertura das comemorações do Centenário das Escolas na Linhaceira, que começaram a 24 de Março de 2013 e se prolongarão até 2018, inaugurando a Biblioteca de Temas Linhaceirenses, responsável por este blogue e que terá em "História de Asseiceira em miúdos" a sua segunda publicação em papel.
O livro pode ser adquirido directamente no ATL da Linhaceira ou pedido através do e-mail apaeli@gmail.com.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Os livros sobre a freguesia, 2 - Anais do Município de Tomar

Não sendo um livro especificamente sobre a freguesia de Asseiceira, os "Anais do Município de Tomar", compilados pelo mesmo autor de "A vila de Asseiceira e seu termo", são uma das fontes imprescindíveis para a recolha de dados sobre o nosso território.
Trata-se de uma obra em nove volumes, o primeiro dedicado ao período de 1137/1453, e o último referente a 1901/1925. Uma obra monumental, de muitos milhares de páginas, da autoria de Amorim Rosa e com edição da Câmara Municipal de Tomar, o último dos quais publicado em 1974.
Por razões óbvias, há muita informação sobre Asseiceira anterior a 1836 que não aparece nos "Anais", uma vez que o território era então independente de Tomar, mas mesmo assim há muitas referências, que se tornam, naturalmente, mais amplas, a partir da integração naquele município.



quarta-feira, 4 de maio de 2016

Os livros sobre a freguesia, 1 - A vila de Asseiceira e seu termo

Agora que se aproxima o lançamento da "História de Asseiceira em miúdos", aqui ficam alguns elementos que ajudam a perceber como conseguimos chegar muito mais longe do que imaginávamos ao iniciar a aventura da Biblioteca de Temas Linhaceirenses.
Durante muitos anos, esta foi a única obra disponível sobre a freguesia de Asseiceira. O livro "A vila de Asseiceira e seu termo" reúne um conjunto de artigos que o brigadeiro Amorim Rosa foi publicando entre 1969 e 1971 no jornal Cidade de Tomar. Houve intenção de os publicar em livro por parte de Romualdo Mela, então chefe de redacção daquele semanário, mas tal só se conseguiria concretizar postumamente, em Outubro de 1986.
Trata-se de um volume de 72 páginas, impresso "em papel fabricado pela Matrena" e que segue de perto o estilo utilizado pelo autor na compilação dos seus monumentais "Anais do Município de Tomar".

terça-feira, 3 de maio de 2016

Os dias da Linhaceira, 1 de Maio de 1975

São momentos raros, mas quando conseguimos reconstituir um acontecimento de há quarenta anos publicando fotografias inéditas e a notícia que então saiu no jornal, fazemo-lo com a alegria do dever cumprido.
Depois das fotografias publicadas anteontem e ontem (e que bateram os recordes de visualização neste três anos do blogue), mostramos hoje o recorte do jornal O Templário sobre essa manifestação do 1º de Maio de 1975.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

domingo, 1 de maio de 2016

Os dias da Linhaceira: 1 de Maio de 1975

Menos de um semana depois do 25 de Abril, o dia 1 de Maio de 1974 foi ocasião para muitas manifestações e festejos populares. Mas seria um ano depois que estariam reunidas as condições para uma vivência plena desse dia por todo o país.
Então com um peso muito grande da população jovem, a Linhaceira foi um dos locais que celebrou com exuberância o Dia do Trabalhador de 1975, com uma manifestação que percorreu a aldeia.
Hoje, graças ao generoso contributo do Libório Frouco, podemos mostrar publicamente um dos mais interessantes documentos históricos já revelados pela Biblioteca de Temas Linhaceirenses: uma fotografia dessa manifestação.
Amanhã e depois haverá mais.