quinta-feira, 31 de março de 2016

Os dias da Linhaceira: 31 de Março de 1995

Há 21 anos, neste dia, noticiava o jornal O Templário que já havia centenas de assinaturas favoráveis à constituição da freguesia de Linhaceira. Apesar disso, e do forte empenho dos promotores, o processo nunca chegaria a bom porto.
E se tivesse chegado? Pertenceríamos, hoje, à União de Freguesias de Asseiceira e Linhaceira?


quarta-feira, 30 de março de 2016

Os dias da Linhaceira: 30 de Março de 2001

É de há exactamente 15 anos, publicada a 30 de Março no jornal O Templário, uma das primeiras notícias referentes aos agrupamentos escolares no concelho de Tomar e à forma como as escolas da freguesia neles se integravam. De então para cá, muito se alterou nesse panorama - e não necessariamente para melhor.
Para além da importância noticiosa, ficam igualmente os números de alunos das escolas de então, e que se prestam também eles a alguma reflexão, quando comparados com os actuais.



terça-feira, 29 de março de 2016

Os dias da freguesia: 25 de Março de 1439

Data de 25 de Março de 1439 uma das frequentes confirmações de privilégios que os diversos reis foram concedendo ao antigo concelho de Asseiceira. Neste caso concreto, sendo D. Afonso V ainda criança aquando da morte de seu pai, foi o reino governado pelo infante D. Pedro, que por isso é quem assina esta confirmação.



segunda-feira, 28 de março de 2016

Os dias da Linhaceira: 21 de Março de 2013

Há três anos atrás, fruto de uma das suas passagens pelo Governo, Franquelim Alves era presença habitual nos jornais, incluindo esta capa da revista Visão e a curiosa "boca" no jornal O Templário, extensiva ao resto da Linhaceira.



domingo, 27 de março de 2016

Uma forma mais fácil de consultar a Biblioteca

A partir de hoje, o blogue Biblioteca de Temas Linhaceirenses pode ser consultado de forma mais simples, pesquisando o tema procurado na lista de etiquetas em "nuvem", acessível no topo esquerdo.
Tendo em conta a existência de mais de 1200 temas nas etiquetas dos artigos publicados, foi feita uma escolha em que se optou pelos mais frequentes e por aqueles que, não o sendo, são fundamentais para quem queira conhecer melhor a Linhaceira ou a freguesia.
Podem sempre fazer a vossa procura também, de forma mais directa, em "Pesquisar neste blogue".
Sempre que tenham alguma dificuldade em encontrar a matéria que procuram, não hesitem em contactar-nos via e-mail para apaeli@gmail.com. Responder-vos-emos logo que possível, orientando a pesquisa no blogue ou dando pistas para encontrar a matéria noutro local.

Inventário fotográfico da freguesia, 2 - O aguadeiro em Tomar

Depois de ontem revermos a carroça, hoje mostramos o próprio aguadeiro de Asseiceira, Manuel Ferreira Eusébio, com o seu meio de transporte, vendendo cântaros de água na cidade de Tomar em meados do século passado.


sábado, 26 de março de 2016

sexta-feira, 25 de março de 2016

Linhaceira e as suas escolas

Muito se avançou, desde que há três anos a Linhaceira em peso compareceu para conhecer o primeiro livro que falava especificamente da sua História, no conhecimento que temos sobre o nosso passado.
Mas as páginas iniciais dessa obra, "Linhaceira e as suas escolas", continuam a ser um relato fiel da nossa realidade, curiosamente começando pelo lado da aldeia que terá sido muito provavelmente (embora não o soubéssemos então) o próprio viveiro do que somos hoje.
A publicação destas primeiras páginas serve também (nestes dias de comemoração do aniversário em que tenho sido o rosto visível do projecto) para lembrar que a Biblioteca de Temas Linhaceirenses vive também da colaboração gentil que toda a comunidade tem prestado e muito em especial do trabalho que precedeu o meu e que o tem sustentado, efectuado pelo meu pai, Miguel Garcia Lopes.


quinta-feira, 24 de março de 2016

Reportagem da Rádio Hertz sobre os três anos da Biblioteca de Temas Linhaceirenses

A Rádio Hertz emitiu hoje uma reportagem a propósito do terceiro aniversário da Biblioteca de Temas Linhaceirenses. Para além do reconhecimento da importância deste projecto, que agradecemos, a entrevista serviu para explicar (em especial àqueles que ainda não o conheciam) os meandros de uma iniciativa que julgamos ser única a nível nacional com esta regularidade diária nunca quebrada já lá vão 1096 dias.


Em busca da origem do nome Linhaceira, 4

A propósito desta última acepção e tendo em conta que o documento mais antigo conhecido com referência ao nosso topónimo se refere ao porto da Linhaceira, um lugar onde se conjugam terrenos férteis com uma zona ribeirinha propícia à utilização para outros fins, como antigamente a lavagem  da roupa, faz sentido colocar a hipótese de também ali ser feito o tratamento do linho.
As imagens que publicamos referem-se respectivamente ao "afogar" do linho em Bogas de Baixo e ao "alagamento" ou "curtimenta" em Castelo Branco (podem ver através dos links os artigos originais onde são explicados estes e os outros passos da cultura e transformação do linho).
Reparem como havia condições na zona da "Praia dos Tesos", na Taveira (local provável do porto da Linhaceira) para realizar este tipo de tarefas.
Embora não passe de uma hipótese, sem ter por enquanto qualquer documentação conhecida que a sustente, quanto mais investigamos sobre o assunto, mais sentido faz que resida nela a razão de ser do nosso nome.






Em busca da origem do nome Linhaceira, 3

No dia em que a Biblioteca de Temas Linhaceirenses comemora o seu 3º aniversário, faz todo o sentido voltar à busca da origem do nome desta aldeia, que já aqui abordámos na perspectiva dos dicionários da Língua Portuguesa e da Infopedia e na do Dicionário da Real Academia Galega.
Desta vez, recorremos ao blogue Toponímia Galego-portuguesa e Brasileira de José Cunha-Oliveira, num artigo dedicado aos fitotopónimos, isto é, aos nomes de lugares que estão relacionados com algum tipo de vegetação específica, e onde, além de Asseiceira (descrita como "lugar de salgueiros"), surge destacado o topónimo Linhaceira.
Este significa, segundo o autor, "terrenos onde se cultiva o linho, sobretudo para obtenção da semente ("linhaça")".
A imagem, que alia a beleza singela da flor do linho às suas versáteis sementes, é oriunda do site da Flexitex.


quarta-feira, 23 de março de 2016

"Das obras, e couzas notaveis, que ElRey D. Diniz fez em sua vida"

Do livro "Chronica do principe Affonso Henriques primeiro rey de Portugal", de Duarte Galvão, transcrito e publicado originalmente em tipografia por Miguel Lopes Ferreyra em 1746, faz parte também a crónica referente ao reinado de D. Dinis, que termina com o capítulo "Das obras, e couzas notaveis, que ElRey D. Diniz fez em sua vida".
Entre estas, sublinhem-se as povoações de "Muja, Salvateerra, Atalaya, Ceyceyra, Montargil, e outras semilhantes".
Depois da revelação do livro de 1752 em que um bispo irlandês mencionava Asseiceira, Linhaceira e Roda, mais um documento interessante que divulgamos publicamente no dia em que este blogue completa três anos consecutivos de publicações diárias que já puseram ao alcance do mundo inteiro mais de um milhar de artigos que ajudam a construir a História da Linhaceira e da freguesia de Asseiceira desde os primórdios aos dias de hoje.


terça-feira, 22 de março de 2016

A Linhaceira no livro de um bispo irlandês em 1752

Em vésperas do terceiro aniversário da Biblioteca de Temas Linhaceirenses, revelamos mais um documento histórico de grande valor sobre a nossa aldeia. Trata-se de um livro intitulado “A catechism moral and controversial”, da autoria de Thomas Burke (também referido em Portugal como Tomás de Burgo), bispo de Ossory, na Irlanda, no século XVIII.
O livro, escrito em inglês, foi publicado em Lisboa em 1752, abordando temas doutrinais, mas é na longa dedicatória, redigida em latim, que reside a sua importância para nós. A obra é dedicada ao então cardeal patriarca de Lisboa, D. José Manoel da Câmara de Atalaia, filho do 4º Conde de Atalaia e irmão do 1º Marquês de Tancos.
E é precisamente ao expressar a importância da sua família que o autor enumera as possessões do seu irmão, D. João Manoel de Noronha, senhor de “Atalaya, de Tancos, de Aceyceyra, de Villa nova da Erra”, e do património “de Aguias” e também de “Moutta, Barquenha, Roda, Linhaceyra, Baginhas” e do património de “S. Martha”, para além de outros locais mais afastados da nossa região.
Ora, o que se torna aqui relevante é o facto de, para além das vilas (onde consta a Asseiceira) serem referidos os lugares da Roda e da Linhaceira (bem como Moita, Vaginhas e Barquinha, esta então apenas um lugar do concelho de Atalaia), o que demonstra que teriam já uma dimensão significativa para justificarem serem referidas numa dedicatória de um prelado irlandês.
O documento, que pode ser lido na íntegra aqui,é também importantíssimo por ser uma das mais antigas referências à Linhaceira em livros impressos.




segunda-feira, 21 de março de 2016

Os dias da Linhaceira: 21 de Março de 2014

O Dia da Árvore foi comemorado na EB1 da Linhaceira, em 2014, com plantações e colocação de cartões com informações no vetusto freixo, uma das árvores públicas mais vistosas da aldeia.



domingo, 20 de março de 2016

sábado, 19 de março de 2016

Os dias da Linhaceira: 20 de Março de 2010

No dia 20 de Março de 2010, a freguesia de Asseiceira foi uma das mais activas do concelho na Operação Limpar Portugal, numa iniciativa dinamizada em especial pelo Agrupamento de Escuteiros, pela Associação de Pais e Amigos das Escolas de Linhaceira e pela Junta de Freguesia, e que envolveu dezenas de voluntários de todas as idades.

 

sexta-feira, 18 de março de 2016

quinta-feira, 17 de março de 2016

Os dias da Linhaceira: 17 de Março de 2012

No dia 17 de Março de 2012, a velhinha sala do CAT recebeu um dos seus últimos espectáculos: a peça "Sala de Espera", encenada pelo grupo Espaço Zero, e com uma forte componente linhaceirense no elenco. A iniciativa estava integrada na Mostra de Teatro Concelhia.



quarta-feira, 16 de março de 2016

Barcos do Zêzere e do Nabão

A publicação que hoje reproduzimos, da autoria do jornalista Jorge Manuel Costa, e publicada no seu blogue pessoal, o ano passado, é um interessante documento sobre os barcos do Zêzere, que se aplica, naturalmente, aos barcos do troço final do Nabão, a jusante do açude da Matrena. Além disso, inclui referências ao Cafuz, provavelmente a aldeia que tem mais ligações à Linhaceira fora do concelho de Tomar.




terça-feira, 15 de março de 2016

Os dias da freguesia: 1930

Este curioso anúncio referente ao aguadeiro de Asseiceira, João da Costa Gameiro, foi publicado no Jornal de Tomar, em 1930, e reproduzido pelo site Memória Digital de Thomar.


segunda-feira, 14 de março de 2016

Os dias da freguesia: Março de 1833

E para concluir a publicação da listagem das contribuições para o Exército em 1833, damos hoje conta dos dados do Atalho, do Grou e do Pocilgão, três lugares no sudoeste da freguesia de que hoje apenas resta o Grou.
Refira-se que nesta edição da Gazeta de Lisboa não se encontram dados dos quatro lugares que hoje constituem os Pastorinhos (Cerejeira, Foz do Rio, Falagueiro e Perdigueira).
Em relação aos restantes lugares, e pela importância que podem ter para quem queira pesquisar sobre os seus antepassados, aqui ficam os links para cada um deles:
- Asseiceira
- Guerreira
- Santa Cita
- Linhaceira
- Casal Novo
- Roda


domingo, 13 de março de 2016

sábado, 12 de março de 2016

Os dias da freguesia: Março de 1833

Continuamos hoje a divulgar a lista de contribuições do "Districto da Villa d'Assinseira" publicada no nº 65 da Gazeta de Lisboa, em 15 de Março de 1833. No âmbito da guerra civil, fora pedido (?) à população que contribuísse com cereais para a manutenção do Exército. Da listagem, um excelente documento que refere nomes e outros dados pessoais que ajudam a reescrever a História local de há duzentos anos, já publicámos os dados referentes à "Villa" (Asseiceira) e a Guerreira /Santa Cita. É hoje a vez da Linhaceira, incluindo o Casal Novo (que então era um lugar autónomo).



sexta-feira, 11 de março de 2016

Os dias da freguesia: Março de 1833

Depois da listagem referente à "Villa" (Asseiceira), continuamos hoje com a transcrição dos contributos para o Exército feitos pelos moradores do então concelho em 1833, a partir da publicação da Gazeta de Lisboa. Desta vez, a lista referente a "Guerreira e Santa Citta":


quinta-feira, 10 de março de 2016

Os dias da freguesia: Março de 1833

Em 1833, no âmbito da guerra civil, foi pedido (?) à população que contribuísse com cereais para a manutenção do Exército. A lista de contribuições do "Districto da Villa d'Assinseira" (então ainda concelho) foi publicada no nº 65 da Gazeta de Lisboa, em 15 de Março daquele ano, e é um excelente documento que refere nomes e outros dados pessoais que ajudam a reescrever a História local. Começaremos por transcrever os dados referentes à "Villa" (Asseiceira), a que se seguirão os outros lugares, nos próximos dias.




quarta-feira, 9 de março de 2016

Os dias da Linhaceira: 8 de Março de 2015

Nos dias 7 e 8 de Março de 2015, a Linhaceira recebeu o Encontro Regional de Lobitos, um grande evento do movimento escutista que deu uma animação especial à aldeia e ao campo de jogos da ACR em particular.



terça-feira, 8 de março de 2016

Os dias da freguesia: 6 e 7 de Março de 1811

No início do século XIX, a nossa região foi afectada, como grande parte do território nacional, pelas invasões francesas. Nos dias 6 e 7 de Março de 1811, duas colunas atravessaram o então concelho de Asseiceira, já em retirada.



Na foto, recriação dos 200 anos das Invasões Francesas, em Tomar - imagem do blogue Tomar Terra Templária.

segunda-feira, 7 de março de 2016

Toda a História do Carnaval da Linhaceira

Actualizamos hoje, neste artigo, toda a informação sistematizada referente à História do Carnaval na Linhaceira. Como acontece com os mil e duzentos artigos que a Biblioteca de Temas Linhaceirenses já publicou, trata-se de textos em aberto, sempre sujeitos a melhorias à medida que vão aparecendo novos dados que os completam.


Integramos aqui as referências já compiladas ao Carnaval (ou ao Entrudo) antes de este se ter tornado no principal acontecimento do ano na Linhaceira. Referências que ajudam a perceber como é que o evento ganhou, em pouco tempo, uma dimensão que rapidamente extravasou para fora da aldeia, da freguesia e do concelho.
Os inúmeros documentos, particularmente os fotográficos, devem-se ao esforço de uma série de pessoas para juntar e preservar, ao longo destes anos, a memória desta festa de cariz profundamente popular. Sempre que possível, esse esforço foi identificado. Obrigado a todos os que têm contribuído para engrandecer a festa maior da Linhaceira.


1940 - rancho de Carnaval da Linhaceira

1962 - o ano em que o Carnaval na rua foi proibido

1970 - notícia sobre o Carnaval na Linhaceira

1973 - notícia sobre o Carnaval na Linhaceira

1984 - Carnaval das escolas na Linhaceira


Carnaval da Linhaceira 1991 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 1992 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 1993 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 1994 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 1995 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 1996 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 1997 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 1998 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 1999 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2000 e outro artigo sobre o mesmo tema

Carnaval da Linhaceira 2001 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2002 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2003 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2004 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2005 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2006 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2007 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2008 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2009 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2010 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2011 e desfile de Carnaval infantil no mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2012 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2013 e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2014 e outro artigo sobre o mesmo tema

Carnaval da Linhaceira 2015  e outro artigo sobre o mesmo ano

Carnaval da Linhaceira 2016mais algumas fotosainda estas e algumas imagens marcantes deste ano

Artigo sobre os 25 anos do Carnaval da Linhaceira

Artigo genérico sobre o Carnaval da Linhaceira e ainda outro sobre o mesmo tema

domingo, 6 de março de 2016

Os dias da Linhaceira: 6 de Março de 2011

Um das particularidades do Carnaval de 2011 (o mais tardio de sempre desde que se realiza com carácter oficial na Linhaceira), foi a realização de um desfile infantil na tarde de sábado.
São desse desfile as imagens que hoje publicamos.